Em tempos de centralização de poderes em uma única autoridade, a reflexão acerca dos diretos inerentes aos homens veio para impor limites ao Estado e assegurar direitos aos menos favorecidos. Nesse contexto histórico de extremas injustiças, assegurar o óbvio nos diplomas legais era mais que importante; foi necessário.

Com a queda, as relações humanas foram marcadas pelo pecado, como está escrito no livro de Gêneses, no capítulo três. A narrativa revela que a relação do homem com a mulher não seria mais igualitária, virando uma “disputa de braços”, onde o macho assumiria o comando e a fêmea deveria subordinar-se ao seu senhorio. É triste contemplarmos a história da humanidade e percebermos que aqueles que nasceram para serem parceiros neste mudo, acabaram por viver uma “infinda” luta por poder.  

A luta de gêneros e a ambição humana fizeram com que as relações familiares virassem alvo de tantos conflitos, ao ponto de pais e filhos não se entenderem e irmãos pelejarem contra irmãos. As pessoas são desagregadas e tudo fica frágil. A ideia tribal de família é substituída por um modelo restrito, nuclear. Fato este que se comprova ao observarmos a sociedade contemporânea onde inúmeros indivíduos optaram por viver só e socializarem-se com animais de estimação, numa tentativa frustrada de evitar dor e sofrimento nas relações interpessoais.

A cada milênio a noção de família é formatada para o mínimo, até que não consigamos mais nos perceber como parte uns dos outros e sejamos encapsulados no “eu”. Os danos desta modalidade egocentrada de sociedade são visíveis. Podemos notar pelo aumento da violência, da indiferença, pela falta de respeito que nos causa estranheza. Vivemos um tempo difícil onde a intolerância atingiu o seu ápice e a maioria das pessoas orgulha-se dos seus vícios e não procuram as virtudes. 

Uma geração perversa sucede a outra e todas são “destruídas” pela falta de amor, solidariedade, compaixão e fé. O filósofo inglês Thomas Hobbes, para retratar a dureza nas relações humanas e denunciar a ação predatória entre semelhantes, popularizou a célebre frase do dramaturgo romano Tito Mácio Plauto, que diz: Homo hominilúpus (O homem é o lobo do homem). 

Mas não foi apenas a relação entre os homens que “adoeceu”, o trabalho passou a ser ferramenta de opressão, em vez de ser privilégio. Deus fez o homem para o louvor da Sua glória e uma das manifestações de louvor é o serviço, contudo, a raiz do mal que brotou no coração da humanidade afastou o homem de um trabalho que dignifica e o colocou na roda viva das conquistas materiais. 

A natureza também sofre os impactos de ter como “mordomo da criação” um ser que está enfermo pela iniquidade. O homem, coroa da criação, virou um depredador, pondo fim a milênios de graça e paz. Tudo que havia sido criado com beleza é atacado com fúria. É triste constatar que a humanidade tornou-se pastos verdejantes e vales de sombra e morte. Mas com a vinda do Cristo de Deus, a promessa de resgate do modelo original é realizada e podemos nos conectar, não apenas com o Criador, mas com tudo que foi criado por Ele. 

A partir da ressurreição de Jesus, os seres humanos voltam a ter acesso ao coração do Pai e reconectados com Deus podem desfrutar de um modelo de vida saudável e agradável ao Senhor, onde “o homem não precisa ser lobo do homem”. Jesus através de sua vida (encarnação), morte e ressurreição, permitiu a humanidade a possibilidade de fazer parte da grande família de Deus e juntos alicerçarmos pilares de uma nova estrutura de socialização. 

A nova humanidade, revelada em Jesus, nos convida para refletir sobre nossas relações sociais. Pensando nisso, a Secretaria Nacional de Diaconiada IPI do Brasil trará uma série de textos jurídicos que falam dos Direitos Humanos, numa tentativa de aproximar as pessoas do projeto de vida restaurada e de relações interpessoais que possam refletir o amor que o Criador revelou na cruz.

Reva. Ana Isaura Lima de Souza
Secretária Nacional de Diaconia

A realidade missional no mundo atual possui muitas facetas, contradições, desafios e barreiras a serem transpostas na árdua, mas maravilhosa tarefa de alcançar o próximo com a mensagem do amor de Deus.

O Encontro de Diaconia do Presbitério Sudoeste de Minas ocorreu no salão social da IPI de Muzambinho – MG, no sábado dia 19 de setembro, das 8h às 12h, sob a direção do Rev. José Marcos Cunha, Secretário Presbiterial de Diaconia e pastor da IPI de Botelhos, MG. Estiveram presentes cerca de 60 pessoas, entre diáconos e diaconisas, pastores e irmãos das igrejas.

O dia 24/1/2016 foi uma data inesquecível para a congregação da IPI de Seringueiras – RO, pela Consagração do novo Templo da linha 123. Na cerimônia estavam presentes o Mis. Valdivino Dorna, Presb. Eduardo Mutsuo Tomiyoshi, Presb. Luís Eduardo de Lima Ferreira, congregação local e convidados da comunidade local. "Quando o Senhor Deus nos trouxe de volta para Jerusalém, parecia que estávamos sonhando. Como rimos e cantamos de alegria! Então as outras nações disseram: ‘OSenhorfez grandes coisas por eles!’ De fato, o Senhor fez grandes coisas por nós, e por isso estamos alegres". Salmo 126.1-3

A Revista Visão, publicação da Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo passou recentemente por uma grande reformulação. Um dos objetivos da nova fase da Revista é o de ser um veículo que saia dos "muros" da igreja.

A AIPRAL - Aliança das Igrejas Presbiterianas e Reformadas da América Latina fará sua Assembleia Geral no Brasil em meados de agosto. O evento será realizado no Hotel Dann Inn Planalto, em São Paulo-SP.

Um tornado com ventos de mais de 250km/h castigou severamente a cidade uruguaia de Dolores, na última sexta-feira. 

Ao menos uma vez ao ano, os cristãos são incentivados a relebrar a oração sacerdotal de Jesus para os seus discípulos: "para que todos sejam um; [...] para que o mundo creia[...]" (Jo 17.21). Os corações se comovem e os cristãos se reúnem para orar por sua unidade. As igrejas e congregações de todo o mundo organizam encontros de pregações e celebrações conjuntas para expressar a unidade.

A Semana de Oração Pela Unidade dos Cristãos* é celebrada tradicionalmente, a cada ano, de 18 a 25 de janeiro, mas em alguns lugares do mundo, ococrre de 15 a 22 de maio. Tais datas foi propostas em 1908 por terem um simbolismo especial para o Hemisfério Norte, onde muitas igrejas comemoram o dia dos apóstolos Pedro e Paulo e no Hemifério Sul, a data privilegia janeiro como a estação das férias, fazendo assim, com que as igrejas tenham facilidade para se reunir.

Plano de Leituras Bíblicas

O plano de leituras bíblicas da Semana está disponível no "You Version", aplicativo com mais de 800 traduções da bíblia e que conta com mais de 2 milhões de usuários mundo afora. Para acessá-lo, basta entrar na aba "Planos" e procurar por "semana".

O tema para 2016 é Chamados a proclamar os altos feitos do Senhor e é fundamentado no texto bíblico de 1 Pedro 2.9-10. No texto, Pedro declara aos semana oracao unidadeprimeiros cristãos que, enquanto estavam em busca de sentido, antes de encontrar o Evangelho, eles não eram um povo. Mas acolhendo o chamado a ser para Deus uma raça escolhida e a receber o seu poder de salvação em Jesus Cristo, eles se tornaram o povo de Deus. Esta realidade se exprime no Batismo que é comum a todos os cristãos e pelo qual estamos renascendo da água e do Espírito Santo (cf. João 3,5). No batismo, nós morremos ao pecado para ressuscitar com o Cristo numa vida nova, da graça de Deus. É um desafio permanente guardar a consciência, dia após dia, desta identidade nova em Cristo.

  • Como entendemos o nosso chamado comum a ser o "povo de Deus?"
  • Como expressamos nossa identidade de "sacerdócio real"?

O Batismo inicia a aventura de um novo itinerário de fé pelo qual todo novo cristão se insere no povo de Deus através dos tempos. A Palavra de Deus – quer dizer as Escrituras a partir das quais os cristãos de todas as tradições rezam, estudam e refletem – estabelece entre eles uma comunhão real, apesar de ainda incompleta. Nos textos sagrados da Bíblia que partilhamos, aprendemos como Deus agiu para salvar os homens no decorrer da história da salvação:
livrando o seu povo da escravidão do Egito, e no evento que constitui o maior dos seus altos feitos: a ressurreição de Jesus dentre os mortos fazendo-nos todos entrar numa vida nova. A partir disso, a leitura da Bíblia convida os cristãos a reconhecer os altos feitos de Deus na sua própria vida

  • Como estamos vendo os "altos feitos" de Deus e como estamos respondendo: pela adoração e o louvor, trabalhando para a justiça, paz e salvação?"
  • Qual valor damos às Escrituras enquanto elas constituem a palavra de Deus que nos chama ainda mais à unidade e ao compromisso missionário?

Veja os temas da Semana de Oração Pela Unidade dos Cristãos de 1968 a 2015:

1968 Para o louvor de sua glória (Efésios 1,14)
1969 Chamados à liberdade (Gálatas 5,13)
1970 Somos colaboradores de Deus ( 1 Coríntios 3,9)
1971 ... e a comunhão do Espírito Santo (2 Coríntios 13.13)
1972 Eu vos dou um novo mandamento (João 13,34)
1973 Senhor, ensina-nos a orar (Lucas 11,1)
1974 Que toda língua confesse: Jesus Cristo é o Senhor (Filipenses 2, 1-13)
1975 Plano de Deus: todas as coisas em Cristo (Efésios 1,3-10)
1976 Seremos como Ele ou Chamados a ser o que somos (João 3,2)
1977 A esperança não nos decepciona (Romanos 5,15)
1978 Não sois mais estrangeiros (Efésios 2,13-22)
1979 Servi uns aos outros para a glória de Deus (1 Pedro 4,7-11)
1980 Que venha o teu Reino! (Mateus 6,10)
1981 Um Espírito – muitos dons – um só corpo (1 Coríntios 12,3b-13)
1982 Que todos estejam na tua casa, Senhor (Salmo 84)
1983 Jesus Cristo- a Vida do mundo (1 João 1,1-4)
1984 Chamados a ser um pela cruz de nosso Senhor (2 Coríntios 2,2 e Colossenses 1,20)
1985 Da morte à vida com Cristo (Efésios 2,4-7)
1986 Vós sereis minhas testemunhas (Atos 1,6-8)
1987 Unidos em Cristo – uma nova criação (2 Coríntios 5,17 a 6,4a)
1988 O amor de Deus afasta o medo (1 João 4,18)
1989 Construindo a comunidade: um só corpo em Cristo (Romanos 12,5-6a)
1990 Que todos sejam um... para que o mundo creia (João 17)
1991 Louvai ao Senhor, todas as nações (Salmo 117 e Romanos 15,5-13)
1992 Estou convosco sempre... Ide, portanto. (Mateus 28,16-20)
1993 Dando frutos no Espírito para a unidade cristã (Gálatas 5,22-23)
1994 A casa de Deus: chamados a ser um no coração e na mente (At 4,23-37)
1995 Koinonia: comunhão em Deus e uns com os outros (João 15,1-17)
1996 Eis que estou à porta e bato (Apocalipse 3, 14-22)
1997 Em nome de Cristo, reconciliai-vos com Deus (2 Coríntios 5,20)
1998 O Espírito socorre a nossa fraqueza (Romanos 8,14-27)
1999 Deus habitará com eles. Será seu Deus e eles serão seu povo (Apocalipse 21,1-7)
2000 Louvado seja Deus, que nos abençoou em Cristo (Efésios 1,3-14)
2001 Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14,1-6)
2002 Em ti está a fonte da vida (Salmo 36,5-9)
2003 Trazemos este tesouro em vasos de argila (2 Coríntios 4,4-18)
2004 Eu vos dou a minha paz (Jo 14.23-31, 14.27)
2005 Cristo, o único fundamento da Igreja (1Co 3.1-23)
2006 Quando dois ou três se reúnem em meu nome, eu estou no meio deles (Mt 18.18-20)
2007 Ele faz os mudos falarem e os surdos ouvirem (Mc 7.31-37)
2008 Orai sem cessar (1Ts 5.12a, 13b-18)
2009 Unidos em tua mão (Ez 37.15-28)
2010 Vós sois testemunhas disso (Lc 24.48)
2011 Unidos no ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações. (At 2.42)
2012 Todos seremos transformados pela vitória de nosso Senhor Jesus Cristo (1Co 15.51-58)cartaz semana oracao unidade
2013 O que Deus exige de nós? (Mq 6.6-8)
2014 A caso o Cristo está dividido? (1Co 1.1-17)


2015 Jesus lhe disse: Dá-me de beber (Jo 4.7)
(Material do Brasil; encontro preparatório realizado em São Paulo, Brasil)


Procure em sua cidade o local onde acontecerá a Reunião de Oração pela Unidade Cristã. Caso não encontre, organize o encontro em sua igreja a reunião e convide as igrejas de sua cidade para este importante momento de oração. Você perceberá que o que nos une é muito maior que o que nos distancia.


A Deus, pois, toda a glória!


Rev. Roberto Mauro
Secretário Geral
Diretor do Ministério da Comunicação

 

* Fonte: Site do CMI - Conselho Mundial de Igrejas 

 

 

 

“Eles gostam de Jesus, mas não da Igreja”1. Esse é o título de um livro que fala das pessoas que não querem saber da igreja, pessoas que ficaram desiludidas com a instituição. Segundo o último IBGE, tem crescido o número de pessoas “desigrejadas”, que alegam poder ter comunhão com Deus sem a instrumentalidade da igreja. Mas será que isso é possível? Será que a igreja perdeu a sua razão de ser? Será que eu posso manter comunhão com Deus sem a igreja? Para responder a essas perguntas, precisamos primeiramente definir o que é ser igreja.

Convocamos a todos irmãos e irmãs a orar pela nossa nação neste momento crítico, onde as paixões estão exacerbadas e os ânimos se acirram impedindo a serenidade de um diálogo visando um bem maior que está além de partidos e governos.

Tem-se por certo que fidelidade começa com fé, na certeza no que se crê, pela qual desponta a lealdade, a verdade e a veracidade acima de tudo. Um dos pilares da reforma protestante do século XVI foi sola scriptura. Assim, como igreja reformada calvinista, a Palavra ocupa o centro (a parte mais importante) de nossos cultos e é a nossa única regra de fé e prática.

"Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado" (Efésios 4.28)

Grade Lista

A Secretaria Geral lança o Censo 2016 da IPI do Brasil. Trata-se de uma campanha de mobilização das igrejas locais para que preencham o formulário de Estatísticas referentes ao ano de 2015.

Tempo

Sao Paulo Brazil Nublado, 12 °C
Current Conditions
Nascer do sol: 6:27 am   |   Pôr do sol: 5:40 pm
100%     22.5 km/h     31.083 atm
Previsão
DOM Min.: 10 °C Max.: 17 °C
SEG Min.: 9 °C Max.: 20 °C
TER Min.: 11 °C Max.: 22 °C
QUA Min.: 12 °C Max.: 24 °C
QUI Min.: 15 °C Max.: 22 °C
SEX Min.: 16 °C Max.: 21 °C
SáB Min.: 16 °C Max.: 22 °C
DOM Min.: 17 °C Max.: 22 °C
SEG Min.: 17 °C Max.: 27 °C
TER Min.: 17 °C Max.: 26 °C
Curitiba Brazil Claro (noite), 5 °C
Current Conditions
Nascer do sol: 6:40 am   |   Pôr do sol: 5:48 pm
76%     17.7 km/h     30.582 atm
Previsão
DOM Min.: 2 °C Max.: 16 °C
SEG Min.: 5 °C Max.: 19 °C
TER Min.: 10 °C Max.: 20 °C
QUA Min.: 11 °C Max.: 21 °C
QUI Min.: 14 °C Max.: 21 °C
SEX Min.: 13 °C Max.: 16 °C
SáB Min.: 14 °C Max.: 19 °C
DOM Min.: 15 °C Max.: 18 °C
SEG Min.: 16 °C Max.: 17 °C
TER Min.: 16 °C Max.: 20 °C
Rio de Janeiro Brazil Nublado, 21 °C
Current Conditions
Nascer do sol: 6:13 am   |   Pôr do sol: 5:27 pm
93%     22.5 km/h     33.824 atm
Previsão
DOM Min.: 20 °C Max.: 22 °C
SEG Min.: 21 °C Max.: 22 °C
TER Min.: 21 °C Max.: 22 °C
QUA Min.: 20 °C Max.: 23 °C
QUI Min.: 22 °C Max.: 23 °C
SEX Min.: 22 °C Max.: 23 °C
SáB Min.: 22 °C Max.: 23 °C
DOM Min.: 22 °C Max.: 23 °C
SEG Min.: 22 °C Max.: 26 °C
TER Min.: 23 °C Max.: 26 °C
Salvador Brazil Limpo (noite), 26 °C
Current Conditions
Nascer do sol: 5:42 am   |   Pôr do sol: 5:20 pm
96%     29.0 km/h     33.857 atm
Previsão
DOM Min.: 26 °C Max.: 27 °C
SEG Min.: 25 °C Max.: 27 °C
TER Min.: 24 °C Max.: 26 °C
QUA Min.: 24 °C Max.: 25 °C
QUI Min.: 24 °C Max.: 26 °C
SEX Min.: 25 °C Max.: 26 °C
SáB Min.: 25 °C Max.: 26 °C
DOM Min.: 25 °C Max.: 26 °C
SEG Min.: 25 °C Max.: 26 °C
TER Min.: 25 °C Max.: 26 °C
Brasilia Brazil Claro (noite), 18 °C
Current Conditions
Nascer do sol: 6:23 am   |   Pôr do sol: 5:54 pm
87%     17.7 km/h     29.846 atm
Previsão
DOM Min.: 16 °C Max.: 26 °C
SEG Min.: 17 °C Max.: 27 °C
TER Min.: 17 °C Max.: 27 °C
QUA Min.: 17 °C Max.: 27 °C
QUI Min.: 17 °C Max.: 28 °C
SEX Min.: 16 °C Max.: 27 °C
SáB Min.: 18 °C Max.: 27 °C
DOM Min.: 18 °C Max.: 28 °C
SEG Min.: 17 °C Max.: 28 °C
TER Min.: 20 °C Max.: 27 °C
Manaus Brazil Nublado, 24 °C
Current Conditions
Nascer do sol: 5:57 am   |   Pôr do sol: 5:57 pm
100%     6.4 km/h     33.757 atm
Previsão
DOM Min.: 24 °C Max.: 27 °C
SEG Min.: 23 °C Max.: 29 °C
TER Min.: 24 °C Max.: 28 °C
QUA Min.: 23 °C Max.: 27 °C
QUI Min.: 24 °C Max.: 28 °C
SEX Min.: 24 °C Max.: 27 °C
SáB Min.: 25 °C Max.: 28 °C
DOM Min.: 25 °C Max.: 29 °C
SEG Min.: 25 °C Max.: 30 °C
TER Min.: 25 °C Max.: 30 °C

Grade Lista

Cremos na Santa Trindade, que é modelo de comunhão, unidade e amor. Cremos no Deus Pai, criador dos céus e da terra e de todos os seres humanos. Cremos em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor e Salvador, que traz boas notícias aos pobres, liberdade aos cativos, vista aos cegos, libertação aos oprimidos e perdão para os nossos pecados. Cremos no Espírito Santo derramado sobre filhos e filhas, moços e velhos, servos e servas. Cremos na Igreja, família da fé, que abriga, acolhe e promove uma espiritualidade fundamentada na graça de Deus, que traz vida em plenitude, segundo as Escrituras Sagradas. Cremos como nossa missão, a proclamação do Evangelho do Reino de Deus, para paz, justiça, liberdade e solidariedade entre todos. Amém.

Cremos em um só Deus, Pai Onipotente, criador do céu e da terra, e de todas as coisas, visíveis e invisíveis. Cremos em um só Senhor Jesus Cristo, Filho unigênito de Deus, gerado do Pai antes de todos os tempos, Deus de Deus, Luz de Luz, verdadeiro Deus de verdadeiro Deus, gerado, não feito, do mesmo ser com o Pai, por meio do qual todas as coisas foram feitas; o qual, por nós e pela nossa salvação, desceu do céu, e se encarnou do Espírito Santo e da virgem Maria, e se tornou verdadeiramente humano. Foi por nós crucificado sob Pôncio Pilatos, padeceu, e foi sepultado, e ao tercceiro dia ressuscitou, segundo as escrituras; subiu ao céu e está sentado à direita do Pai. Virá de novo com glória a julgar vivos e mortos, e o seu reino não terá fim. Cremos no Espírito Santo, o Senhor, o Doador da vida, o que procede do Pai e do Filho, o qual juntamente com o Pai e o Filho é adorado e glorificado, o qual falou através dos profetas. Cremos na Igreja una, santa, católica* e  apostólica. Reconhecemos um só batismo para remissão dos pecados. Esperamos a ressurreição dos mortos e a vida do mundo vindouro. Amém.

* Aqui, a palavra “católica” não está se referindo à instituição religiosa de mesmo nome. Neste caso, o vocábulo é utilizado como sinônimo da igreja que está sobre o mundo todo, e hoje, não seria possível fazer uso dos sinônimos “universal” ou “mundial”, em detrimento da palavra “católica”, pois também são nomes de instituições religiosas. Veja Confissão de Fé de Westminster, capítulo XXV 1, 2, 3 e 4

Creio em Deus, Pai Todo Poderoso, criador dos céus e da terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo. Nasceu da virgem Maria, padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao Hades; ressuscitou ao terceiro dia; subiu ao céu, e está sentado à mão direita de Deus Pai Todo Poderoso, donde há de vir para julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo; na santa igreja católica*; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição do corpo; e na vida eterna. Amém.

* Aqui, a palavra “católica” não está se referindo à instituição religiosa de mesmo nome. Neste caso, o vocábulo é utilizado como sinônimo da igreja que está sobre o mundo todo, e hoje, não seria possível fazer uso dos sinônimos “universal” ou “mundial”, em detrimento da palavra “católica”, pois também são nomes de instituições religiosas. Veja Confissão de Fé de Westminster, capítulo XXV 1, 2, 3 e 4

O presente texto é extraído de BETTENSON, Henry. Documentos da Igreja Cristã, São Paulo: ASTE/SIMPÓSIO, 1998, p. 61, 62