Quando se fala de mulher logo vem na mente, de muitos homens, que elas são o sexo frágil, mulheres de barro, como diz uma música popular de Erasmo Carlos. Os fatos mostram que não é bem assim e revelam que são mulheres de lutas, como as mulheres que marcharam em Brasília contra os mais de duzentos casos registrados de estupros nos primeiros meses do ano de 2016,  um media de dois casos por dia.

Não vou falar nada que vocês não saibam ou cansados de escutar. É hora de andar, andarmos juntos se quisermos comemorar duzentos anos. Esta é a hora de arrumarmos a nossa casa. Não quero ferir ninguém com palavras, mas não quero ser ferido por ninguém. Vamos precisar de todo mundo, de todos que acreditam no futuro para construir uma nova vida de paz, de amor e para sermos sal da terra e luz do mundo. “Pra melhor juntar as nossas forças é só repartir melhor o pão, recriar o paraíso agora para merecer quem vem depois.”

No dia 28/5 mais um Frutificar foi realizado em São Paulo. Na IPI de Vila Aparecida estiveram reunidas 9 igrejas do Presbitério Freguesia para o Encontro de Líderes de Adultos. As oficinas ministradas foram “Ide na Família” e “Ide na Igreja e Comunhão”, pelos Revs. José Rômulo de Magalhães Filho e Marcos Nunes.

Ensinar os fundamentos da fé de forma clara e direta é necessário para todo bom início de discipulado, infelizmente, por acreditar que as pessoas de forma automática podem aprender estes fundamentos somente ouvindo sermões ou participando da Escola Bíblica Dominical, tem gerado membros com muitas dúvidas, ou como Martyn Lloyd Jones os denomina de “cristãos miseráveis”[1], aqueles que não entenderam o caminho da salvação, já que não lhe foram explicados claramente a Justificação pela Fé que só é conseguida através de Cristo Jesus.

O discipulado nunca pode ser separado da Bíblia, é uma incoerência, já que através dela podemos identificar os ídolos que dominam nossos corações e que nos distanciam de Deus: “Então alguns dos anciãos de Israel vieram a mim e se assentaram. E a palavra do SENHOR veio a mim: Filho do homem, estes homens deram lugar no coração aos seus ídolos e puseram o tropeço da sua maldade diante deles mesmos” Ez. 14:13

O DMO é um movimento que reúne mulheres cristãs, de muitas tradições, em todo mundo para observar um dia comum de oração por ano.

. é um movimento iniciado por mulheres nos Estados Unidos e Canadá e realizado em mais de 170 países e regiões.

. é um movimento simbolizado por uma Celebração anual – primeira sexta-feira de março – a qual todos são bem-vindos.

. é um movimento que aproxima mulheres de várias etnias, culturas e tradições, estreitanto relacionamento, compreensão e trabalho.


Através do Dia Mundial de Oração, mulheres de todo mundo:

- afirmam sua fé em Cristo Jesus

- compartilham suas esperanças e temores,alegrias e tristezas,oportunidades e necessidades.

- e são encorajadas  a se conscientizarem do que acontece no mundo e não viverem isoladamente;

- a se enriquecerem com experiências de Fé vividas por cristãos de outros países;

- a levarem as cargas de outras pessoas, orando com e por elas;

- a  reconhecerem seus dons e talentos e usá-los em beneficio da comunidade.


Através do DIA MUNDIAL DE ORAÇÃO as mulheres reconhecem que a Oração e a Ação são inseparáveis e que ambas tem incontestável influencia no mundo, unindo todos em torno da Oração com Informação.


No Brasil o Dia Mundial de Oração está celebrando  desde 1938 a  Liturgia que a cada ano um país é convidado a escrever  e em todos os anos temos celebrações ecumênicas  em muitas cidades e regiões.

Em abril/2016, em Foz do Iguaçu, tivemos mais uma vez a Assembléia que elegeu a nova Diretoria e o Conselho Fiscal para o triênio 2016 – 2019.

 

Presidente: Leda Witter – IECLB

Vice – presidente :Ione Rodrigues Martins – IPIB

1ª secretária : Christina Takkatsu Winnischofer- Anglicana

2ª secretaria: Grietje Couperus – IPIB

1ª tesoureira : Dirce Schitikoski – IECLB

2ª tesoureira: Sonia do Nascimento Palmeira-Metodista


Conselho Fiscal – Titulares

Marli Wehrmann Jesse - Congregacional

Lourdi Bender – IECLB

Elfi Rõedler – IECLB

Conselho Fiscal Suplentes

Marlene Nunes – Anglicana

Lurdes Irene Gerhardt – IECLB

Wilhemina Kieckbusch – IECLB

Elemento de Ligação – Esther Susana Menck Renner –   Igreja Congregacional. 

 

Enviado por Ione Martins, Coordenadora Nacional de Adultos da IPIB

Mais Artigos...

Página 1 de 2