Pague o preço

Devocionais
Tipografia

Então, disse Davi a Gade: Estou em grande angústia; caia eu, pois, nas mãos do SENHOR, porque são muitíssimas as suas misericórdias, mas nas mãos dos homens não caia eu. (1Crônicas 21.13)

 

Davi foi o homem segundo o coração de Deus. Isso não o isentava de erros. Em seu governo, Israel teve um dos momentos mais prósperos de sua história. No texto de Crônicas, que serve de base para hoje, Davi ordena Joabe que conte o número de homens em seu país. Davi assim ordena, por acreditar em sua força bélica. Ao mandar contar o povo, Davi atiçará a curiosidade de seu povo e dos países vizinhos sobre suas intenções. Por isso a pergunta de Joabe: “Por que trazer, assim, culpa sobre Israel?” Ao fim de tudo, Gade, chamado por Deus, apresenta a Davi uma lista de três males. Dos três, Davi escolhe sofrer nas mãos de Deus, não dos homens.

A atitude de Davi serve de exemplo para nós. Cometemos erros, e isso reflete na vida da Igreja. O povo vive as consequências, boas e ruins, de nossas decisões. Por isso devemos nos avaliar e saber reconhecer quando erramos, devemos assumir a nossa culpa e suportarmos as consequências de nossos erros.

O erro é ruim, mas nos leva a reflexão e, principalmente, mostra a nós mesmos e à nossa comunidade, que errar todos erram, mas o arrependimento e transformação das atitudes, para uma realidade com menos erros, poucos se propõe a ter. A grande lição que este episódio da vida de Davi nos ensina é saber reconhecer os erros e assumir as consequências.

Oração: Deus, me ensine a olhar para mim mesmo e confessar meus erros, para que a vida seja de arrependimento e transformação. Em nome de Jesus, amém.

 

Reverendo Giovanni Campagnuci Alecrim de Araújo
Pastor da Igreja Presbiteriana Independente de Araraquara, SP
Secretário de Música e Liturgia da IPIB

_
Participe você também do Devocional 2017 da IPI do Brasil, saiba mais 
clicando aqui. Acesse a seção de download do site e baixe as devocionais do mês todo.