2012 ipib_meditacoes“Sê, pois, agora, servido de abençoar a casa do teu servo, a fim de permanecer para sempre diante de ti, pois tu, ó Senhor Deus, o disseste; e, com a tua bênção, será, para sempre, bendita a casa do teu servo” (2Sm 7.29).

Meu lar, doce lar. O que significa verdadeiramente “lar, doce lar?” O que é um lar? No mês de maio, comemora-se, o mês da família. A família representa um grupo social primário que influencia e é influenciado por outras pessoas e instituições, Biblicamente, Deus foi quem instituiu a família na terra (Gn 1.26,27). Este relato inicial de Gênesis considera o homem e a mulher em uma particular relação com Deus, de quem receberam a comissão de governar de modo responsável o mundo do qual eles próprios são parte (Gn 1.28-30; 2.19-20). Enfim, o lar é um lugar onde a adoção acontece em pequenos gestos, onde queremos mais compreender do que sermos compreendidos, onde o dar vem antes de receber. É o jardim onde a beleza e o perfume das flores exalam em palavras e atitudes. É o templo onde orações fervorosas sobem ao trono da graça como aroma agradável ao Pai, instituidor da família, onde a Palavra é lâmpada e luz, é pão que alimenta a alma e água que mata a sede. É o lugar onde os joelhos se dobram em adoração ao Trino Deus, cânticos de louvor ao Criador são entoados e, ali, Deus faz sua morada. Lar é o nosso refúgio, nosso abrigo no temporal, nosso porto seguro. Essas são as características do lar que teme e ama a Deus. Rogamos a Deus que nos ajude a resgatar esses valores tão preciosos da família.

Secretaria do Portal da IPIB

e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


IPIB © 2011 - Todos os Direitos Reservados

__________________________________________

Produzido por:
Educatech E-Learning Solutions